Cefalexina – Para que serve e como tomar

A cefalexina é um antibiótico utilizado no tratamento de sinusites, otites, infecções na pele, infecções dentárias e outras doenças. Por ser um antibiótico, ele só é vendido com prescrição médica.

Se você possui qualquer um desses sintomas, a primeira coisa a fazer é procurar um médico de sua confiança. Só ele poderá avaliar o seu estado de saúde para poder indicar uma medicação que pode ser a cefalexina ou outro medicamento.

Por ter ação bactericida, este medicamento irá acabar com as bactérias que estão causando a infecção e os sintomas que você sente.

A origem do antibiótico

A cefalexina foi criada em 1967 e comercializada pela primeira vez em 1970 com os nomes comerciais de Keflex e Ceporex. Hoje, é um dos antibióticos mais utilizados no mundo.

Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos, em 2012, este foi um dos 100 medicamentos mais prescritos. No Brasil, ele é muito utilizado devido ao seu baixo custo e pela grande opção de medicamentos genéricos existentes.

Cefalexina

Como tomar a cefalexina

A forma de apresentação do medicamento, geralmente, é em comprimidos de 250 ou 500 mg, mas é também possível encontrar o antibiótico em embalagens de vidro contendo 60 ou 100 ml.

As doses, em adultos, variam de acordo com o tipo de infecção envolvida.

Nos casos de menor gravidade, é possível fazer uso de comprimidos de 250mg a cada 6 horas. Em casos mais graves, o médico poderá solicitar que você tome comprimidos de 500 mg a cada 12 horas ou até mesmo de 6 em 6 horas.

Para administrar a cefalexina em crianças, a dose recomendada é de 25 a 50 mg por kg do paciente.

O tratamento pode durar de 7 a 14 dias.

Os pacientes com insuficiência renal grave, deverão informar esta condição ao seu médico, uma vez que, ao fazer uso da cefalexina, a administração deve ser feita com doses abaixo do recomendado para a maioria dos pacientes.

Cefalexina

Efeitos colaterais

Em alguns casos, o paciente poderá perceber o aparecimento de alguns efeitos colaterais ao fazer uso deste medicamento. Os mais comuns são os seguintes:

  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Gastrite;
  • Problemas digestivos;
  • Urticária;
  • Vermelhidão da pele.

Algumas reações como náuseas, vômitos, inflamação do fígado ou inflamação no rim podem vir a acontecer, mas são muito raras.

Quem não pode fazer uso deste medicamento

Embora não existam estudos definitivos sobre problemas ao feto pelas pacientes que fazem uso da cefalexina, o uso em grávidas não é indicado. As pacientes que estão amamentando, também não podem fazer uso do medicamento. Uma vez que resquícios dele pode ser transmitido através do leite materno.

E por fim, as pessoas alérgicas às cefalosporinas, que é o principal componente da cefalexina, ou mesmo a outros componentes da fórmula, não deverão fazer uso deste antibiótico.

Conclusão

A leitura deste artigo não tem como objetivo substituir a bula do medicamento. Nem mesmo evitar que você consulte um médico. Até porque, os antibióticos não são vendidos sem receita.

Agora que você já sabe quais os sintomas que a cefalexina pode tratar. Converse com seu médico se esta é uma boa opção para o seu caso, mas lembre-se: é ele que vai dar a palavra final sobre o melhor tratamento para você.

efeitocolateralblog

Sou estudante de ciências farmacêuticas da Universidade do Porto

Um comentário em “Cefalexina – Para que serve e como tomar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: