Medicamento genérico – o que é?

Você certamente deve usualmente fazer o uso de algum tipo de medicamento. Seja para dor de cabeça, seja para aliviar as cólicas menstruais, desconforto gástrico, não importa. Habitualmente, acabamos recorrendo ao uso de algum medicamento para aliviar os sintomas de alguma patologia. Você costuma fazer a ingestão de medicamento genérico?

Os genéricos acabaram de fato ganhando o mercado farmacêutico uma vez que, quando vamos comprar um determinado medicamento primeiramente nos é ofertado o medicamento genérico. Ou os dois (o genérico e o medicamento de referência) e com a clara diferença de preço entre o medicamento genérico e o patenteado optamos pelo genérico.

Mas você sabe de fato o que vem a ser um medicamento genérico? E por que ele tende a ser tão mais barato em alguns casos?

Medicamento de referência

Antes de falarmos o que vem a ser os medicamentos genéricos, vamos situar você. Os medicamentos de referência são os medicamentos também conhecidos como medicamentos de marca.

São aqueles que possuem o nome da marca ou laboratório que o produziu. Normalmente os laboratórios que passam anos investindo para descobrir princípios ativos que podem ser eficientes para o tratamento de determinadas doenças.

Os remédios de marca costumam ser lançados após anos de pesquisa. Possuem ação terapêutica comprovada e possuem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Leia mais sobre alergia a Dipirona clicando aqui

Medicamentos similares

Os medicamentos similares por sua vez possuem o mesmo principio ativo do medicamento de referência, o mesmo principio ativo, a mesma indicação de uso, assim como a mesma forma de administração.

As diferenças entre o medicamento de referência e o seu similar, muitas vezes encontram-se no prazo de validade do medicamento. O que habitualmente costuma ser menor do que o medicamento de referência, o tamanho, o formato do medicamento em si. Assim como, a embalagem utilizada e o rótulo de confecção do remédio.

Assim como os medicamentos de referência os medicamentos similares também possuem aprovação pela Agência Nacional e seu uso é totalmente seguro. Assim como os medicamentos de referência, os medicamentos similares também apresentam a marca responsável por sua produção.

Medicamentos genéricos

Outra opção aos medicamentos similares que não costumam ser tão acessíveis, são os medicamentos genéricos.

É fácil identificar um medicamento genérico, ele não possui marca. Na caixa vem apenas o composto, o principio ativo presente no medicamento e uma tarja amarela com um G, de genérico.

O medicamento genérico possui, bem como o medicamento de referência, o mesmo principio ativo. Como também, a mesma indicação de uso e administração. Como não possui marca que o identifique o consumidor na compra só tem acesso ao principio ativo do medicamento que referência.

Os medicamentos genéricos são produzidos a partir da expiração da patente do medicamento de referência ou quando o laboratório abre mão dos direitos de exclusividade. Desta forma, é possível a produção do medicamento genérico.

A comercialização desse tipo de medicamento, é também regulamentada pela Anvisa. Todos os genéricos no mercado hoje passaram por testes de qualidade e eficácia terapêutica.

Os genéricos embora apresentem as mesmas características do medicamento de referência, entretanto o seu uso deve ser indicado pelo médico. Uma vez que podem sim substituir o uso dos medicamentos de referência, desde que seja com indicação médica expressa.

efeitocolateralblog

Sou estudante de ciências farmacêuticas da Universidade do Porto

Um comentário em “Medicamento genérico – o que é?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: