Anticoncepcional na amamentação – Posso tomar?

O bebê mais esperado nasceu e você está toda feliz curtindo esse momento lindo! Por isso, não deseja engravidar tão cedo, não é mesmo? Essa é uma das fases mais incríveis para amamentar, brincar, beijar e dar muito carinho para o seu bebê. Mas você sabe se tomar anticoncepcional na amamentação pode prejudicar o leite para o seu bebê?

Até as 6 semanas após o parto, muitos especialistas sugerem que não faça sexo com o seu parceiro. Sendo assim, antes disso é totalmente seguro não usar nenhum contraceptivo como, por exemplo, o anticoncepcional para evitar uma nova gravidez.

A questão que pode estar lhe deixando apreensiva é depois dessas 6 semanas. Será que posso tomar algum anticoncepcional na amamentação? Terei algum efeito negativo no leite materno ou no bebê se eu passar a tomá-lo?

Talvez, você tenha ouvido uma de suas amigas dizerem que ele pode restringir o seu leite tornando mais difícil alimentar o seu bebê. Isso é verdade porque algumas pílulas em sua composição têm hormônios que podem causar esse efeito, mas não são todos.

Existem aqueles tipos de anticoncepcionais combinados, os quais são compostos por estrogênio e progestina. E outro tipo que só contém progestina.

Para ajudar você nesse impasse, se toma um anticoncepcional enquanto amamenta ou se não toma, abaixo esclarecemos melhor sobre esse assunto.

Vaja também: anticoncepcional engorda?

Anticoncepcional na amamentação – Posso tomar?

O anticoncepcional na amamentação pode ser usado sim, mas nas 3 primeiras semanas do nascimento de seu bebê é recomendável que não use um que contenha estrogênio.

É aconselhável que opte por pílulas que sejam exclusivamente compostas por progestogênio, um tipo de hormônio feminino. Esse contraceptivo hormonal é chamado de “mini-pílula”.

Após esse período, você pode tomar qualquer tipo, desde que este seja indicada por sua ginecologista. Evite fazer automedicação, pois pode causar problemas.

O progestogênio, quando usado todos os dias, é altamente eficaz para você que amamenta. Se você tomá-lo, em vez da pílula anticoncepcional que contenha estrogênio e progesterona, o risco será muito menor de você engravidar (fica infértil).

Leia também: riscos do anticoncepcional

Progestogênio X leite materno

E se eu tomar esse progestogênio, não vai afetar a qualidade do meu leite materno e causar algum problema no bebê?

É verdade que uma parte pequena desse progestogênio vai para o leite materno. Mas ela não interfere na substância do leite e nem causa um efeito ruim no bebê. Alguns estudos até afirmam que há um bom impacto na qualidade e quantidade do leite materno.

No entanto, há alguns especialistas que indicam baixas doses de pílulas combinadas (estrogênio e progesterona) em mulheres que amamentam, uma vez que o leite materno é estável. Só que a grande maioria das mulheres opta por aquele que não contém nem um e nem outro por precaução.

Quando você parar de amamentar ou quando a menstruação voltar, é recomendável que mude esse tipo de anticoncepcional na amamentação para uma pílula combinada, a qual contém estrogênio e progesterona. Assim, a efetividade será muito melhor!

Se a sua ginecologista achar que pílulas combinadas são melhores para você do que a mini-pílula, ela provavelmente esperará entre 5 a 6 semanas. Depois desse período, ela pode lhe prescrever um para você.

Caso ainda esteja em dúvida, a solução é conversar com ela para saber um tipo de anticoncepcional apropriado para você durante a amamentação.

 

efeitocolateralblog

Sou estudante de ciências farmacêuticas da Universidade do Porto

2 comentários em “Anticoncepcional na amamentação – Posso tomar?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: